Home » Regulamento do Campeonato de Som MTM Brasil

Regulamento do Campeonato de Som MTM Brasil

SQ – Som de Qualidade

Categoria de medição de som externo e interno  de qualidade em pontuação final  (DB SPL + PONTOS SQ). Entende-se como SQ todo sistema de som automotivo não de competição e sim de qualidade, usado no dia a dia usado para ouvir fora e dentro do veículo e que utilizam alto falantes do tipo woofer, subwoofer drivers e tweeters. O critério de avaliação nesta categoria será o som com maior quantidade de pontos obtidos no RTA no modo sound qualidade SERÁ a soma do db  obtido EM DUAS medições 1ª musica e 2ª pink noise.
O posicionamento do microfone  nas categorias até  48, 72 e 96 polegadas será feito a 2 (dois) metro do último alto falante e com sua altura de no mínimo 1.60 metro  ( altura media de um pessoa )
O posicionamento do microfone na categoria livre será feito a 3 ( TRES ) metro do último alto falante e com sua altura de no mínimo 1.60 metro  ( altura media de um pessoa ) O posicionamento do microfone na modalidade SQ INTERNO será posicionado no centro do veiculo na altura dos encosto de cabeça da parte da coluna B para frente.

– MODALIDADE SQ EXTERNO tem 4 CATEGORIAS

SQ ATÉ 48 POLEGADAS
SQ ATÉ 72 POLEGADAS
SQ ATÉ 96 POLEGADAS
SQ LIVRE

– MODALIDADE SQ INTERNO tem 2 CATEGORIAS

SQ ORIGINAL ( sem alterações no direcionamento dos alto falantes da coluna B para frente )
SQ MODIFICADO ( sistemas com direcionamento dos alto falantes da coluna B para frente )

A voltagem no SQ está liberada, a contagem da área de cone (polegadas) se dada através da contagem de alto falantes menos drives e tweeters , alto falantes 6 x 9 contara com 7.5 polegadas. Pontuação Final será dada com os Pontos obtidos + mais o DB SPL.

– 2 medições ( 1ª musica e  2ª pink noise ) terão seu tempo máximo de 15 segundos cada;
– Não é permitido ajustes no som, tanto em volume ou regulagem no sistema entre as 2medições;
– Pontuação de 03 pontos para instalação de porta fusível ou disjuntor (sistema de segurança);
– Pontuação de 03 pontos para fixação de todo sistema (módulo , aparelhos e alto falantes);
– Pontuação de 03 pontos para boa instalação dos cabos  (rca , alimentação e alto falantes);
– Penalidade, sistemas abaixo de 110 decibéis, terão 03 pontos descontados em cada decibel a menos do padrão mínimo estipulado.

TRIO

Entende-se como TRIO de cornetas todo sistema de som automotivo de competição, para fora do veículo, que utilizam drivers e cornetas. O critério de avaliação nesta categoria será o som mais forte, pois esta será utilizada pelo competidor para desenvolvimento de produtos, novas técnicas e marketing para fabricantes e profissionais.

O posicionamento do microfone será feito a 1 (um) metro da última corneta, desde que a caixa não ultrapasse a última parte integrante do veículo, a altura é livre, não podendo ser inferior a 40 cm do chão (caso a caixa tenha bordas ou ajuda de parte do veículo será medida da mesma, com auxilio do prumo).

O uso da frequência está liberado. A frequência não pode ultrapassar a 3000hz (3khz). O software vai pegar apenas o valor de dB-SPL que não poderá ULTRAPASSAR os 3000hz (3khz), a medição terá seu tempo máximo de 30 segundos, sendo que o competidor pode usar somente o tempo que lhe for necessário.

Observações:

01 – No trio de cornetas, o competidor continua podendo usar o tradicional sistema de medição, que é conferida pelos juízes da MTM, na hora da medição, ou seja, o que vai determinar a categoria será o número de drivers (ligados) e não cornetas, sendo que o competidor que tiver na mesma categoria da etapa ou do ranking poderá entrar na linha de medição e conferir se os drivers ligados correspondem à categoria disputada;

02 – No caso de caixas com bordas, deverá medir um metro a partir da borda e não da primeira corneta, mesmo em efeito parábola, desde que a mesma esteja para fora do limite do carro, caso contrário será medido do limite do carro;

03 – Na categoria trio de até uma polegada é proibido usar driver acima de uma polegada com redutor (adaptador para uma polegada);

04 – O drive deve estar a vista não dentro de caixa e o mesmo deve ser fotografado pelo juiz, para comprovação diante da homologação.

PANCADÃO

Entende-se como PANCADÃO todo sistema de som automotivo de competição para fora do veículo, com utilização de alto falantes. O critério de avaliação nesta categoria será o som mais forte, pois esta categoria será utilizada pelo competidor para desenvolvimento de produtos, novas técnicas e marketing para fabricantes e profissionais. O posicionamento do microfone será feito a um metro da última parte integrante do veículo e até 12 a 20 e livre com no mínimo a três metros ou do sistema sonoro, que estiver mais próximo ao sensor (na horizontal com o auxílio de um prumo), a altura é livre não podendo ser inferior a 40 cm do chão.

Na categoria Pancadão será livre o uso de músicas ou frequência, que não poderá ultrapassar 300hz . O software vai pegar apenas o valor de dB-SPL até 300hz, a medição terá seu tempo máximo de 30 segundos, sendo que o competidor pode usar somente o tempo que lhe for necessário.

Observações:

01 – No Pancadão o competidor vai ter seu sistema aferido pelos juízes da MTM na hora da medição, ou seja, o que vai determinar a categoria será o número de alto falantes (não podendo haver alto falantes desligados em categorias inferiores a quantidade de AF);

02 – O engate do carro não contará como parte integrante do veículo;

03 – O competidor de Pancadão fica liberado a retirar a tampa e/ou para choque do veículo, caso julgue necessário;

04 – O sistema de som pode estar fora do veículo, desde que fixado ao mesmo e consiga se locomover até a linha de medição ,O microfone será posicionado da ultima parte integrante do veiculo com auxilio de um prumo;

05 – A voltagem no Pancadão esta liberada;

06 – Na categoria Pancadão livre, até 12 e até 20 ALTO FALANTES, a medição pode ser e a distância livre não inferior a 3 metros da última parte integrante do veículo (exemplo portas anguladas), sendo que nesta categoria esta liberado carretinha, caminhões, carretas e caso estes não consigam se locomover até a linha de medição, deve ser consultado o juiz do evento para ver a disponibilidade de medir no local e ver se este local é aprovado por este juiz.

ARENA – Racha de Som

Seguira as mesmas regras e categorias do Pancadão, sendo que o sensor (microfone) deve ficar ao meio dos dois veículos apontado na posição vertical, sendo que este deve estar na altura de 1.60 (altura media de uma pessoa)  esta modalidade contara com uma pagina especial no site ( ARENA ) a qual mostra os confrontos já realizados e os futuros combates.

Observações:

01- Serão até 03 duelos, sendo que o competidor que ganhar o maior número é o campeão;

02- Só serão aceitas musicas e não frequências fixas.

SPL

Entende-se como SPL todo sistema de som automotivo de competição para dentro do veículo com utilização de alto falantes. O critério de avaliação nesta categoria será o som mais forte, pois esta categoria será utilizada pelo competidor para desenvolvimento de produtos, novas técnicas e marketing para fabricantes e profissionais.

Observações:

01- Travamento no interior do veículo com manta ou algo do gênero será permitido, menos cimento e madeira, que esta liberada apenas nas categorias livre;

02- A medição terá seu tempo máximo de 30 segundos, sendo que o competidor poderá usar somente o tempo que lhe for necessário;

03- O veículo deverá estar totalmente fechado;

04- Tudo que for original do veículo será permitido;

05- Baterias auxiliares poderão estar instaladas no compartimento do motor (respeitando os limites do veículo ou da coluna B para traz), não podem estar do lado de fora do veiculo;

06- Amplificadores deveram estar instalados dentro do veículo, desde que não atrapalhem a colocação do pedestal, que leva o sensor de medição permanecer atrás da coluna B, desde que não haja lesão na separação da categoria livre;

07- Os alto falantes não podem ultrapassar a coluna B e também não poderão formar parede;

08- O microfone deverá ser posicionado do centro do para-brisa, para o lado do passageiro, respeitando o limite do fim do painel;

09- O amplificador e alto falantes poderão ser protótipos, não sendo encontrados para venda, nesta categoria poderá ser utilizado amplificadores de acordo com a categoria escolhida e baterias que forem necessárias, desde que não haja lesão na separação da categoria livre;

10- Voltagem máxima permitida nesta categoria é de 14.5 volts, com uma tolerância de 1%. E na categoria livre a voltagem está liberada;

11- Frequência Máxima permitida 80 hertz;

12- Alterações no banco do veículo, como retirada de sua espuma para favorecimento de maior SPL, está proibido;

13- É proibido colocar objetos em cima do teto do veiculo para obter mais ganho de SPL;

CATEGORIA SPL LIVRE  (categoria de carro totalmente modificado)

Nesta categoria o veículo não necessita ter os bancos e pode ser totalmente modificado.

Observações:

01- Os alto falantes não poderão ultrapassar a coluna B do veículo;

02- O uso de cimento, madeira etc. Está liberado;

03- O microfone deverá ser posicionado  no lado do passageiro respeitando o limite do fim do painel (conforme gabarito oficial ver item 19 das regras gerais);

04- Voltagem está liberada;

05- Frequência Máxima permitida é de 80 hertz.

Regulamento Geral para todas as categorias.

A MTM tem 25 categorias ranqueadas, com destaque aos 30 primeiros colocados
– SQ ATÉ 48 POLEGADAS
– SQ ATÉ 72 POLEGADAS
– SQ ATÉ 96 POLEGADAS
– SQ LIVRE
– SQ ORIGINAL
– SQ MODIFICADO
– TRIO ATÉ 2 CORNETAS  DRIVER ATÉ 1 POLEGADA
– TRIO ATÉ 4 CORNETAS DRIVER ATÉ 1 POLEGADA
– TRIO ATÉ 2 CORNETAS
– TRIO ATÉ 4 CORNETAS
– TRIO ATÉ 8 CORNETAS
– TRIO LIVRE MAIS DE 8 CORNETAS
– PANCADÃO ATÉ 02 ALTO FALANTES
– PANCADÃO ATÉ 04 ALTO FALANTES
– PANCADÃO ATÉ 08 ALTO FALANTES
– PANCADÃO ATÉ 12  ALTO FALANTES
– PANCADÃO ATÉ 20 ALTO FALANTES
– PANCADÃO LIVRE
– SPL ATÉ 12 POLEGADAS
– SPL ATÉ 20 POLEGADAS
– SPL ATÉ 24 POLEGADAS
– SPL ATÉ 30 POLEGADAS
– SPL LIVRE 1 SUB
– SPL LIVRE 2 SUBS
– SPL LIVRE MAIS DE 2 SUBS

Observações:

01- Todas as categorias acima terão as divisões em:
– PROFISSIONAL = RANKING MUNDIAL;
– INTERMEDIARIO = RANKING NACIONAL = COMPETIÇÃO AMADORA;
– AMADOR = RANKING NACIONAL = COMPETIÇÃO AMADORA.

02- O competidor, a partir da hora que entrar na linha de medição, terá uma chance de fazer sua medição, caso o Juiz ache necessário, o competidor poderá partir para a segunda medição, desde que o RTA não tenha registrado nenhum valor igual ou inferior a 120 dB´s, não podendo em nenhuma hipótese usar uma terceira medição (o rta  oficial não pode ser utilizado pelo competidor para ajuste de frequência de seu som);

03- Não valerá repetir inscrição na mesma categoria, ou seja, o mesmo veículo com o mesmo equipamento não poderá passar na linha de medição com o nome de outro competidor;

04- Em qualquer categoria o carro deve entrar com o motor ligado e na medição pode ficar na marcha lenta, a não ser que o veículo apresente problemas mecânicos, que será avaliado pelo juiz da prova (carretinha será contada como parte integrante do veiculo);

05- A Unidade principal (aparelho de cd, DVD e outros) deverá ser de linha automotiva 12 volts. Fica liberada a utilização de pen drive, mp4 e similares;

06- O veículo que for passar pela linha de medição contará com o motorista e mais uma pessoa, caso queira, sendo que estas não poderão ficar ao lado do mesmo, mas a uma distância de no mínimo 2 metros do sistema de som;

07- A equipe que necessitar entrar com mais de duas pessoas na linha de medição deverão pedir autorização ao juiz;

08- Reclamações sobre irregularidades, no carro de outros competidores, deverão ser feitas diretamente ao Juiz da MTM para serem averiguadas. Em caso do próprio competidor quiser ver o carro do acusador, isso NÃO SERÁ PERMITIDO. Deverá ser feito um depósito para a MTM, no valor de R$ 1.000,00 (mil reais), sendo que este será devolvido ao reclamante caso ele tenha razão e na sequência a desclassificação do competidor acusado, caso seja o inverso o depósito será entregue ao acusado, por ter sido caluniado injustamente;

09- Todos que participam dos campeonatos MTM,  autorizam o uso de sua imagem em meios de comunicação, bem como revistas, jornais, TV, rádio, Internet etc;

10- Danos sofridos a competidores e seus veículos são de inteira responsabilidade do próprio competidor, assim isentando a MTM e seus organizadores;

11- Caso um competidor se sinta prejudicado pelo nosso trabalho, deverá encaminhar seu manifesto por escrito para ser julgado, deixando assim bem claro que está ciente deste regulamento;

12- Discussões nas competições, brigas ou embriagues, são itens que banirá os competidores dos campeonatos MTM BRASIL;

13- Pessoas que venham a participar do evento deverão pagar uma taxa que varia de R$ 50,00 a R$ 100,00, por categoria e terão direito a troféu, caso sua colocação seja de primeiro, segundo ou terceiro lugar;

14- Ao entrar na linha de medição o juiz acionará um cronômetro, em que o competidor não pode demorar mais de que 5 minutos para preparar o carro para sua medição, sendo aberta uma exceção nesta para os carros concretados, que terão um tempo maior devido ao travamento das portas. A pena para este será a desclassificação do competidor;

15- A unidade principal (player) terá que ser usada para trás da linha do som, em categorias de trio e Pancadão, que permitem à mesma estarem fora do veiculo;

16- Em casos de verificação, de um possível equívoco na interpretação da regra ou do juiz do evento, a marca do competidor será grifada no ranking, na cor vermelha, que indica que a mesma esta sendo analisada pela MTM;

17- Para cada categoria, o competidor deverá ser feita uma nova medição, não podendo ser  aceita uma única medição para várias categorias;

18- Os competidores filiados a MTM, terão 1 inscrição gratuita, por evento, já os competidores filiados às fábrica patrocinadoras da MTM,  terão  3 inscrições gratuitas, por evento (com exceção da final), sendo que estes não têm direito a receber o troféu da competição e sim um certificado, caso fiquem nos 3 primeiros lugares de suas categorias. Para fazer a filiação é só entrar em nosso site na opção FILIAÇÃO. Não podendo ser repassadas para outro competidor;

19- Gabarito de medição de trio e Pancadão serão feitos através de uma régua aferida pelo INMETRO, sendo que será sempre contado metro na posição horizontal com auxilio do Prumo. No SPL o gabarito Será de 30 cm x 10 cm com a distancia de 2 cm do para brisa do veiculo , SENDO OBRIGATORIO a retirada do microfone somente pelo juiz , para a conclusão da homologação da marca;

20- Após o início das medições (abertura da linha de medições) até o momento do encerramento, somente poderá ser utilizado o RTA da MTM, dentro da arena, não sendo liberado para NENHUM competidor entrar na linha com o seu próprio equipamento de medição. Qualquer dúvida deverá ser esclarecida antes das medições, inclusive para efeito de comparativo. Todos os RTA´s da MTM foram conferidos antes da abertura da temporada na central da MTM e serão examinados periodicamente;

21- Critérios para separação de competidores, nas categorias acima mencionadas, são:
PROFISSIONAL (numero de baterias livre);
-INTERMEDIARIO (bateria original +  duas auxiliar);
-AMADOR (uma bateria no local origina mais uma auxiliar);
obs.: a bateria dentro do veiculo mesmo que desligada contara com peça integrante do sistema. Esta separação existe para motivar a competição (dia do evento), assim separando os vários níveis de sistemas de som,  paramotivar os competidores. Esta separação acima mencionada separa os resultados na classificação do evento , na divulgação da revista e site, sendo unificado todos resultados no Ranking MUNDIAL. Os campeões e vice E top 10 de anos anteriores não podem disputar a categoria intermediaria e amadora do campeonato nacional. A MTM ira dar destaque ao RANKING MUNDIAL , portanto competidor  PROFISSIONAL seu foco é o MUNDIAL , O ranking nacional , terá apenas as colocações de INTERMEDIARIO E AMADOR
Considerações finais sobre o ranking  nacional, este tem a finalidade de incentivar competidores INICIANTES, neles não serão divulgados marcas de equipamentos e lojas. (o ranking nacional cabe a cada País ativá-lo ou não);

22- Critérios para serem campeão da temporada 2014 soma dos decibéis do ranking antes da final + os decibéis alcançados na final (O competidor deve se fazer presente na final não podendo mandar representante);

23- Certificação de Campeão Mundial e TOP 30 do ano (TOP 30 = AS 30 MELHORES MARCAS NO RANKING MUNDIAL), se dará em festa solene na matriz da MTM no dia 18 DE NOVEMBRO DE 2014, com troféus para Campeão e Vice e certificado para TOP 30 (Apenas para as 25 categorias do Ranking Mundial, e no Nacional  apenas Certificado);

24- Data da Final 2014, prevista para dia 09 de Novembro, sendo uma final máster para os top 10 ( que só podem competir nesta única final em seu respectivo pais) e as demais FINAIS simultâneas podem ter a participação dos demais competidores.

A MTMWorld, MTMBrasil, MTMChile, MTMParaguai, MTMJapão, MTMArgentina e MTMEspanha utilizam RTA 30 E 3000 com sensores m-8 e sensor m-9 para medições de grande pressão de SPL., os equipamentos possuem selo calibrado COM NOME DO JUIZ USANDO WINDOWS XP O QUAL NÃO PERMITE ALTERAÇÃO NA CALIBRAÇÃO.
OBS: RTA fora desta configuração não dará o direito de homologação no ranking.

Manduri, 27 Novembro 2013.

Luiz Henrique Meda
Presidente fundador do grupo MTM.

e-mail  mtm@mtmbrasil.com.br

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0