Home » Banner Principal Home Page » O tamanho da roda pode aumentar o consumo de combustível do carro?

O tamanho da roda pode aumentar o consumo de combustível do carro?

Rebaixar o assoalho, bem como colocar aerofólios e saiotes estão entre as alterações mais feitas nos carros de quem gosta de tuning. Outra forma de customização muito popular é mexer no tamanho da roda. Mas será que isso melhora o desempenho do veículo?

No post de hoje, você vai ver que o único efeito causado pelas rodas grandes no seu veículo é estético. No quesito performance, o resultado é totalmente contrário.

Rebaixar o assoalho, bem como colocar aerofólios e saiotes estão entre as alterações mais feitas nos carros de quem gosta de tuning. Outra forma de customização muito popular é mexer no tamanho da roda. Mas será que isso melhora o desempenho do veículo?

No post de hoje, você vai ver que o único efeito causado pelas rodas grandes no seu veículo é estético. No quesito performance, o resultado é totalmente contrário. Leia e entenda:

Por que consome mais?

De um modo geral, podemos dizer que os carros com rodas menores não atingem grandes velocidades, mas têm uma aceleração adequada. Em contrapartida, veículos com rodas maiores conseguem atingir velocidades mais altas, porém a aceleração fica prejudicada.

Só que esse prejuízo na aceleração é pouco sentido nos veículos mais potentes. Carros esportivos e veículos utilitários possuem rodas grandes, que ajudam no desempenho do motor. Porém, essa característica não pode ser usada para melhorar a performance dos carros comuns. Mas por quê?

Primeiramente, vamos partir de um conceito mecânico básico: a função da aceleração em um carro é injetar combustível no motor.

Pois bem, as rodas maiores precisam de uma forcinha a mais na aceleração para poderem girar. Por consequência, você pisa mais no pedal do acelerador, gastando mais combustível.

Por causa dessa força maior necessária, é comum vermos carros com esse tipo de modificação “morrerem” constantemente nas arrancadas, principalmente em morros.

Mas não dá para adaptar?

As montadoras ficam anos estudando a aerodinâmica dos veículos antes que eles sejam produzidos em série, ou seja: a melhor maneira para você dirigir o seu veículo com conforto, segurança e eficiência é mantê-lo com as características de fábrica.

Não é à toa que os carros com motores de até 2.0 possuem rodas de 13 a 15 polegadas. As rodas pequenas oferecem uma aceleração apropriada e melhor consumo de combustível nos veículos de motores fracos.

Além disso, para que as rodas maiores fiquem proporcionais e tenham mais estabilidade, elas também precisam ser largas. Com uma área maior dos pneus aderindo à pista, é preciso uma força maior para mover as rodas e, consequentemente, há um aumento no consumo de combustível.

Mais uma vez, pneus largos são justificáveis em carros potentes, mas acabam prejudicando o desempenho dos mais fracos.

Existem outros prejuízos?

Com rodas maiores, pode haver uma distorção entre o que é apontado no velocímetro e a realidade. Talvez você não saiba, mas a velocidade mostrada é calculada pelos giros das rodas do veículo.

Rodas grandes giram menos do que as pequenas para atingirem a mesma velocidade. Deu pra entender a confusão que isso pode causar em um velocímetro? Isso pode te prejudicar principalmente ao passar pelos radares.

Além disso, colocar rodas maiores aumenta a altura do veículo, podendo fazer com que ele perca equilíbrio e estabilidade. Fora isso, vimos que rodas maiores também são mais largas. E pneus largos demais deixam a direção dura.

Se, apesar de tudo, você ainda preza pela estética e quer colocar rodas maiores no seu carro, procure por pneus mais finos, pelo menos. Dessa forma você não altera tanto o diâmetro do conjunto roda/pneu, causando menos prejuízos.

E você? Já dirigiu algum veículo com o tamanho da roda alterado? Percebeu alguma diferença no consumo de combustível? Escreva aí nos comentários!

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0