Home » Banner Principal Home Page » Café Racer 125: a tradição continua

Café Racer 125: a tradição continua

Se você é apaixonado por motos, já deve ter escutado falar no estilo Café Racer 125. No post de hoje vamos apresentar a você esse, que hoje é considerado um dos movimentos mais importantes do mundo das motocicletas.

Quer conhecer esse estilo clássico? Acompanhe nosso artigo e saiba tudo sobre Café Racer 125!

O estilo Café Racer

Café Racer é um termo que define muito mais do que uma motocicleta. Ele serve para mostrar a fusão entre homem e máquina.

O movimento Café Racer surgiu entre os anos 50 e 60. Ele fazia parte de uma subcultura na qual os apaixonados por motos uniram o desejo de velocidade ao amor pelo rock. O Café Racer trouxe então uma combinação perfeita entre pilotos: jovens que gostavam de ir ao limite da velocidade.

Mas você deve estar aí pensando o porquê do nome Café Racer. Esse termo surgiu porque alguns jovens percorriam os Cafés (antigos restaurantes de beira de estrada) com suas motos.

Eles esperavam que alguém aparecesse por lá com uma motocicleta potente para desafiarem em um racha até algum trecho da estrada, o objetivo era retornar ao Café antes da música da Jukebox acabar.

Esses jovens se encontravam com alguns caminhoneiros na beira da estrada, que diziam que os garotos não eram pilotos, e sim Café Racers. Esse jeito de falar não era um elogio, mas um deboche por parte dos caminhoneiros, que comparavam os jovens aos pilotos da época.

Porém, os caminhoneiros não imaginavam que os Café Racers adoravam esse estilo! E foi aí onde tudo começou.

A paixão pela velocidade fez com que muitos pilotos dos anos 50 e 60 tivessem a ideia de atingir 100 milhas/hora (160 km/h), o que na época era conhecido como “The Ton” (a tonelada). Chegar ao “The Ton” era uma questão de honra para os pilotos, pois era considerado algo impossível para os motores bi-cilíndricos paralelos de 650cc da época.

Para chegar ao “The Ton” era necessário ter muito dinheiro e bons motores. No entanto, a façanha era bem arriscada, já que os pneus e os freios da época não eram capazes de segurar essas feras de duas rodas.

A tradição continua com o Café Racer 125

O motivo pelo qual o Café Racer sobrevive até hoje são os “Rockers”, como são chamados os amantes de Café Racer 125, que continuam construindo e adaptando essas máquinas em suas garagens.

Eles pegam uma moto 125 e fazem uma customização, da forma que ela ganhe muita performance e um visual bem agressivo, tudo embalado por muito rock, que mantém a tradição e a história da Café Racer.

As melhores motos Café Racer 125

Algumas motos são ideias para adaptação em Café Racer 125. Confira:

CG 125

Café Racer 125: a tradição continua CG 125 Café Racer

Imagem: Garagem Café Racer

Claro que a CG 125 não poderia ficar de fora. É a moto que praticamente todo brasileiro aprendeu a dirigir, e encontrá-la é muito fácil.

Ela é simples, o custo é pequeno e é encontrada com facilidade. Perfeita para começar um projeto de Café Racer 125 em grande estilo e ganhar muita potência.

Honda Turuna 125

Café Racer 125: a tradição continua Honda Turuna Cafe Racer

Imagem: Garagem Café Racer

A Honda Turuna 125, fabricada entre 1979 e 1985 também é um modelo perfeito para Café Racer 125. Ela foi a primeira moto parceira de produção da CG com característica esportiva.

Seu desenho é moderno e suas linhas remetem a esportiva CB750F. Outra característica são os paralamas dianteiros na cor da moto ao invés de cromado, e freio a disco com acionamento mecânico.

Seu aspecto esportivo não é apenas na aparência. A Turuna tem um estilo mais ousado, motor OHC, o primeiro em uma Honda nacional, que permite potência máxima de 14cv e velocidade máxima de 115km/h. Perfeita para uma Café Racer 125, não?

RX125

Café Racer 125: a tradição continua RX 125 Cafe Racer

Imagem: Pinterest

A RX125 é mais uma moto do estilo Café Racer 125. Ela conta com motor monocilíndrico dois tempos, vem equipada com válvula de palheta e tem 125cv.

A lubrificação é feita por sistema autolube, ou seja, o óleo se mistura automaticamente com a gasolina. A moto tem um câmbio com 5 velocidades e sistema universal.

CB 125

Café Racer 125: a tradição continua CB 125 Cafe Racer

Imagem: Honda Café Racer

A CB 125 é uma moto Honda de dois cilindros. O modelo é direcionado para muitos consumidores, desde o jovem que não tem nenhuma experiência até os mais velhos que sempre gostaram de ter uma motocicleta na garagem.

Elas têm sua evolução entre o modelo K1 até o K5. O modelo K1 foi lançado em 1968 e possui câmbio de 4 marchas e quadro aberto com motor inclinado. Quanto aos outros modelos, a única novidade é o câmbio de 5 marchas.

Essa e as outras motos que descrevemos nesse post tem algo em comum. Elas são ideais para quem gosta de mostrar o estilo Café Racer 125. Além de bonitas, são motos potentes e que também aceitam modificações.

E você, também gosta do estilo Café Racer? Conte para nós nos comentários!

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0

Caroline Beluque

Graduada em Publicidade e Propaganda com 21 anos, Caroline é Web Writter da empresa Connect Parts.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *