Home » Banner Principal Home Page » Afinal, vale a pena retificar o motor do carro?

Afinal, vale a pena retificar o motor do carro?

Todo motor se desgasta ao longo do tempo. Uns, por falta de manutenção adequada, vão para a oficina precocemente com 90 ou 100 mil quilômetros. Outros, menos exigidos, pedem alguma intervenção no tempo normal de seu uso, 200 mil quilômetros ou mais.

Diversos fatores e elementos influenciam na duração do coração do automóvel. Porém, quando chega a hora de mexer no motor, vem o questionamento: trocar por um novo ou retificar o motor original? É a dúvida que vamos tirar a seguir. Confira!

Quais são os sintomas de um motor ruim?

Com diagnósticos relativamente simples, é possível verificar se o motor do seu carro precisa passar por algum tipo de intervenção. Sempre observe:

  • um aumento inesperado no consumo de combustível e do óleo do motor;
  • alterações significativas na temperatura;
  • barulhos metálicos durante o funcionamento do carro;
  • perda de potência, engasgos e dificuldade para retomar velocidade;
  • fumaça branca saindo pelo escapamento;
  • a situação da correia dentada.

Como comprar um motor?

Diversas montadoras e fabricantes de automóveis fornecem motores novos, porém, os valores costumam ser mais elevados. É possível comprar um novo motor para o seu carro com cifras que podem ser superiores a 50% do valor do automóvel!

Dependendo do ano, um carro popular, por exemplo, pode ter o preço do motor custando mais de 70% do seu valor de venda.

Compensa trocar o motor?

Se o seu objetivo é permanecer muitos anos ou mais de 200 mil quilômetros com o mesmo carro, a troca do motor pode significar a garantia de contar com um equipamento novo, sem nenhum tipo de reparo e com especificações originais. O investimento será compensado em longo prazo.

Caso você compre um novo motor, é necessário regularizar o carro junto ao órgão de trânsito (DETRAN). Eles darão baixa do número do motor danificado e colocarão o número do novo motor no documento do veículo.

Compensa retificar o motor?

A retífica do motor é um procedimento bem mais barato do que a troca, que pode ser interessante para quem deseja ficar com o mesmo veículo por mais um tempo.

Entretanto, carros com motores retificados sofrem depreciação ainda maior, já que tal procedimento, dependendo da quilometragem, indica uma boa ou má conservação do automóvel ao longo dos tempos.

O que é retificado?

Caso os sintomas acima constatem que o seu motor está danificado e o seu mecânico dê o diagnóstico de que o motor do carro fundiu, a única solução é retificar a parte que estiver danificada.

Bloco, cabeçote, virabrequins e bielas são algumas das partes possíveis de serem retrabalhadas. Além disso, é feita a troca de peças que não podem ser retificadas, como retentores, juntas e pistões, por exemplo.

Como é a retífica?

A empresa que trabalha com retífica de motores vai aplainar e retirar as imperfeições dos elementos danificados do motor e verificar a pressão dos cilindros e as possíveis folgas de tuchos e juntas. Prepare-se para despender uma boa quantia, que pode variar de 10% a 40% do valor do carro.

Como adiar?

De qualquer forma, o mais importante a ser feito para evitar problemas com seu motor é realizar as manutenções preventivas. O monitoramento também é importante para aumentar a vida útil do motor do carro. Em caso de anormalidades, procure o seu mecânico de confiança. Siga com segurança!

Fique por dentro de mais notícias automotivas. Assine a nossa newsletter!

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *